Integração entre sala de aula e ambientes virtuais no Colégio Certus

AmbientesVirtuais ColegioCertus RedeUNOi 8 de novembro de 2017

FACEBOOK TWITTER

Híbrido significa misturado, mesclado, blended. A educação sempre foi misturada, híbrida, sempre combinou vários espaços, tempos, atividades, metodologias e públicos.

Falar em educação híbrida significa partir do pressuposto de que não há uma única forma de aprender e, por consequência, não há uma única forma de ensinar.

O trabalho dentro da sala pode estar aliado ao uso das tecnologias digitais e propiciar momentos de aprendizagem e troca que ultrapassam as barreiras da sala de aula. Aprender com os pares torna-se ainda mais significativo quando há um objetivo comum a ser alcançado pelo grupo.

Foi pensando nisso que, junto com os Professores Rogério Escribano e Juliana Celestino, comecei a utilizar técnicas que integram a tecnologia em sala de aula e convidam os alunos a serem os pilares centrais do processo de aprendizado.

O Google Classroom (sala de aula virtual) está sendo utilizado pelos estudantes do sétimo ano nas aulas de Técnica de Redação para produzir um artigo científico no editor de texto que permita que os grupos colaborem, em um único documento, com um ambiente de processamento baseado em nuvem.

A temática abordada no artigo trata sobre a Taxonomia do Reino Plantae, conteúdo que está sendo estudado na disciplina de Ciências e de Iniciação Científica. Além da produção do artigo científico os alunos descreveram, identificaram e classificaram as 110 árvores do espaço de área verde do colégio.

Para a realização da atividade utilizamos o modelo do laboratório rotacional. Dividimos os alunos em dois grupos: um grupo desenvolveu atividades no laboratório de computação (Sala Digital do Colégio) e o outro permaneceu ora no espaço de área verde do colégio, ora no Laboratório Científico, que frequentemente é a sala de aula dos alunos durante as aulas de Iniciação Científica. Ao final do período proposto, os grupos trocaram de lugar e, assim, usaram os diferentes métodos para complementar o entendimento sobre o tema da aula.

A prática também está possibilitando o trabalho com as seguintes estratégias de pesquisa:

1- Escolher os termos de pesquisa mais adequados;
2- Entender o resultado da busca;
3- Restringir a pesquisa para chegar a melhores resultados;
4- Avaliar a credibilidade da fonte de informação;
5- Orientar o aluno sobre como realizar pesquisas na internet e, principalmente, fazer uma filtragem do que ele pode aproveitar entre tudo o que é oferecido a ele.

É importante que o aluno tenha uma postura crítica em relação a tudo o que lhe é ofertado a partir de uma busca na internet. Principalmente, o aluno deve saber saber direcionar e filtrar as informações que são importantes e confiáveis.


Texto enviado pela professora Patrícia Salgado, em parceria com os professores Rogério Escribano e Juliana Celestino.


Rogério Escribano é Professor de Química do Ensino Médio e de Ciências e Iniciação Científica do Ensino Fundamental 2.


Juliana Celestino é professora de Inglês e Técnica de Redação do Ensino Fundamental 2.

Patricia Silva de Oliveira Salgado

Patricia Silva de Oliveira Salgado

Especialista em Pedagogia Empresarial. Graduada em Letras com habilitação Português/Espanhol e suas respectivas literaturas. Faz curso de extensão em Tecnologias Educacionais na UFSCar. Tem experiência como professora na Educação Infantil e Ensino Fundamental I. Por gostar de ler e estar atualizada para desenvolver novos projetos em sala de aula, participa de estudos relacionados a cultura digital, leitura e escrita em contextos significativos de práticas de letramento, produção de textos e os gêneros do discurso. É professora de Espanhol, Literatura, Produção Textual no Ensino Fundamental II e Médio e coordenadora do Projeto Balaio da Leitura do Colégio Certus.

Posts Relacionados

Estação REDEi2018 – Depoimentos

Durante o Estação REDEi 2018 - A Jornada, evento realizado nos dias 23, 24 e 25 de março no Guarujá (SP), nossa

Depoimentos REDEi2018 Vivências

1 semana

Arquétipos REDEi – A Jornada (Parte II)

Durante o Estação REDEi 2018, realizado nos dias 23, 24 e 25 de março no Guarujá (SP), apresentamos aos partici

Arquétipos Professor REDEi2018

2 semanas

Arquétipos REDEi – A Jornada (Parte I)

Durante o Estação REDEi 2018, realizado nos dias 23, 24 e 25 de março no Guarujá (SP), apresentamos aos partici

Arquétipos Professor REDEi2018

3 semanas

Comentários